As 5.205 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores !!!
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
<> POR FAVOR, alerte-me para qualquer erro que encontre <>
<> Ninguém sabe tudo, ninguém ignora tudo, só todos juntos sabemos alguma coisa <> PAULO FREIRE
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
* Por motivos alheios à minha vontade, o motor de busca nem sempre responde satisfatóriamente *

* A seleção alfabética é da responsabilidade da blogspot !!!
* Caso necessite de ajuda envie a sua mensagem para: fadopoesia@gmail.com *
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Violência doméstica

Mário Rainho / Marina Mota
Repertório de Marina Mota

Os lábios dela já só murmuram cansaço
Nas veias dela pulsa lento o sangue quente
Aos braços dela já não se cola um abraço
Isto, porque ela até se esquece que é gente

A voz calou-se
Como se pecado fosse
Falarmos da sua dor
E tem no peito 
A bater descompassado
O coração envergonhado
Só porque sentiu amor
Olhem pra ela
Esse corpo fustigado
Onde um grito amordaçado
Por medo já se escondeu
Reparem nela
Não finjam que não notaram
Que as forças já se esgotaram
Mas a alma não morreu


Dos olhos dela escorre o mar da humilhação
Vive com ela a mais dura solidão
Sorri p'ra ela, dá-lhe um pouco de atenção
Que a vida dela pode estar na tua mão